abril 10, 2005

Disfemismo

Com as denúncias da quebra do celibato e de homossexualismo entre padres mundo afora, é realmente mau gosto chamar os candidatos a Papa de papáveis.

9 Comments:

Blogger jd said...

Quando eu era criança ficavam me sacaneando quando o papa veio ao Brasil.. Diziam: "João, cuidado com o papa João", "O papa João vem aí". Eu ficava puto. Achava desrespeitoso com o papa e mais ainda comigo.

6:58 PM  
Blogger Bruno Rabin said...

Sua indignação já era um indício da diplomacia.

(A propósito, que honra a presença de JD por aqui. Precisamos conversar. Como vão as coisas na PUC?)

Abraço

7:31 PM  
Anonymous Márcio Coelho said...

HAHAHAHAHA.... Excelente...

12:15 AM  
Blogger Manoela Assayag said...

Bruno,

Você esperou que eu saísse do pH para contar uma boa piada???
Tsc tsc.

10:12 AM  
Blogger Supernova said...

Estava eu conversando outro dia, durante uma aula desinteressante como tantas outras da ECO, com um recém-amigo meu (recém-amizades são muito divertidas)!

Estava divagando sobre as impossibilidades de eu própria me tornar papa e sobre isso ser uma tremenda injustiça.

Mas, segundo Dom Eusébio Scheidt, o próximo papa tem que ser um HOMEM DE MÍDIA. E isso soou assim, dito no calor do momento, como pré-requisito mais importante à eleição de um novo chefe da Igreja Católica.

(continua)

8:52 PM  
Blogger Supernova said...

Pensei que não era de todo mal: eu já teria meio caminho andado por fazer faculdade de COMUNICAÇÃO.

O novo amigo disse que bom mesmo seria estudar comunicação na PUC, que, isso sim, seria um terço do caminho andado: "além de já ser uma pessoa DE MÍDIA, você seria aluna de uma universidade católica".

Eu me arrependi de ter escolhido a ECO. Entre tantas impossibilidades, a de me tornar papa já havia se materializado no momento da matrícula! Droga!

8:54 PM  
Blogger Supernova said...

No dia seguinte, com o assunto já adormecido por minhas preocupações sobre o papa ter ficado tanto tempo exposto sem ser enterrado, o amigo acabou de vez com toda e qualquer esperança que eu pudesse ter:

"Bem, como você é mulher, não poderia ser papa. Teria que ser algo como MAMA! E o tempo que o papa permanece no poder é chamado de PAPADO. O de MAMA seria, no mínimo, inconveniente!".

Bem, eu tinha que dividir com você. Você não acha que o ambiente ECO é propício ao surgimento de trocadilhos infames?

Beijos

8:58 PM  
Blogger jd said...

Bruno,

Já era seu fã quando você escrevia de modo bisexto no Nominimo. Agora que a Manoela me apresentou aos 'Farsantes', revivo a tietagem.

A PUC é a filial vaticana do pH, com a vantagem de não ter aula no fim de semana e a desvantagem que não ter turmas separadas por teste semanal e simulado. Vamos marcar um chopp!

Abraço,

10:01 PM  
Anonymous Fernando Henrique said...

Você é papável? (com todo respeito, claro, caro amigo).

4:42 PM  

Postar um comentário

<< Home